domingo, 25 de maio de 2008


Vivo de momentos que já se acabaram, e de pessoas que não estão mais presentes...numa vã esperança de que um dia voltem a fazer parte, daquilo que não sei se posso chamar de, minha vida.


Ando, assim, tão sei lá...[se é que você me entende?!]

2 comentários:

Devaneios na madrugada... disse...

Aquietemos sim!

E viveremos só de pessoas presentes, a partir de agora! Beijo

Rui Manuel Ferreira disse...

www.fragilewinds.blogspot.com

Nao tenhas medo de dizer aquilo que sentes, apenas tens e que dizer as pessoas que sentes que te ouvem, as pessoas correctas... Vais ver q assim te sentiras melhor e ainda mais livre... Começando a acreditar verdadeiramente em ti naqueles momentos q te encontras em baixo...