sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Ah...

E sem motivo aparente
Hoje me senti bem
Como quem é feliz
A chuva era tão gostosa
O presente tão lindo
A música boa
E a bagunça da casa
Não atrapalhou
Que até vi diversão
Em lavar o quintal com a mangueira
Sem motivo especial
Eu me senti em paz.

11 comentários:

João Silva disse...

Olhem...SINTAM....Sentir faz sentido para mim. Se alguém quer que eu sinta as palavras dela, é porque ela tentou sentir em palavras, e transmitir. Isso me trouxe até aqui.

Acostumado com frustrações, sim, senti, uma doce leveza em seus versos, sem motivo especial, só as suas palavras....

Teatro em Carne e Osso disse...

E tem coisa que se tão nossa, de tão íntima, acaba interessando à mais gente.

Emely disse...

e SORRIU!

- Lonely Soul disse...

- Porque é na simplicidade que encontramos a felicidade ou algo próximo disso (:

Salve Jorge disse...

Boa paz
Ninguém trás
Não se faz
Ela só vem
Quando melhor lhe convem
E cai bem
Acachapante como um trem
Mas sem ser nada de mais
Só um cais
Para se admirar com o além...

Flora Ramos disse...

não parece pra que quem não é, ser feliz. Mas quando já somos, não entendemos como não ser.
E isso nunca é muito duradouro...

Flora Ramos disse...

*
não parece fácil pra que quem não é, ser feliz. Mas quando já somos, não entendemos como não ser.
E isso nunca é muito duradouro...

sweet.cherry.pie disse...

Ah, que lindo! Adoro esses dias, seu texto me lembrou de algumas tardes de verão junto da família inteira, dando banho no cachorro e molhando tudo...
Delícia, seu texto tem gosto de férias!

Toda merda tem seu cheiro, e eu sou mais um. disse...

se sentir bem é tão bom....
pena que agente não pode escolher e ter todos os dias

Ivson Oliveira disse...

Esses dias (raros) costumam me agradar muito. É como se você tivesse tudo o que precisa, quer, deseja, bem ali.

Devaneios permanentes disse...

Ser feliz, quando estou do seu lado fico assim! Amo-te

Ps. Deixando um comentário! rs

Pq tem horas que as palavras não cabem...