quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Agradecimento


Vou juntar flores e frutos
E ofertar
Aos deuses
Ao vento
Em agradecimento
Pela graça alcançada
Por esse momento
A quem devo fazer juramento?
Promessa...
Quem foi que me ajudou?
Tinha feito simpatia
Como fez a Maria
Que nada ganhou
Então, é por merecimento?
Ou talvez seja só sorte
Ou cada coisa no seu tempo
Mas se alguém olha por mim
Estou grata
E fim.

12 comentários:

J.C.R.R. - Sadamotto disse...

tenho um presente pra você!

http://poesieexprime.blogspot.com/2009/08/entre-selos-e-outrem.html

Beta disse...

que lindo! ;D

Marcos Pedro disse...

Ah... É muito bom contar com todas as divindades não?

Salve Iemanjá, Jesus, alá e Atena

\o/

Eduardo Trindade disse...

Interessante! Em teu poema (que tem uma sonoridade e um ritmo de causar inveja, diga-se de passagem) não faltam sutilezas psicológicas e filosóficas. Gosto disso, da maneira leve que tens de tocar num tema delicado...
Abraços!

felipe ! disse...

e desde que alguém olhe por nós...


:)

Don Danu disse...

tem presente pra vc no "La Poésie Exprime"

Emely disse...

Como eh bom sentir-se satisfeito pra agradecer, mesmo sem saber porque...talvez por apenas merecer!

=)

Emely disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anitha disse...

Acreditas no acaso?
Para mim tudo é relativo!
;)

Tatiane Trajano disse...

Saudades de ler vc por aqui.

Beijão

Gilberto Araujo disse...

Não tem como fugir do sagrado... do ritual... que fazemos, as vezes sem se dar conta....

e agradecemos a quem???

o mundo, as pessoas têm tantas religiões.... só falta o religioso... a religiosidade... que é bem diferente....

não sei, Meire... gostei de suas palavras....

Sonhos de Orieta disse...

Caramba, tô bege!

Não consigo enem falar mais nada...