quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Tenho dormido tempo suficiente. Tenho trabalhado até o ponto de sentir falta de não fazer nada. Tenho viajado o bastante para me esquecer dos problemas. Tenho digitado até cansar os dedos.
Tenho falado o necessário. Trabalhado o tanto de perceber que não queria estar lá. Tenho estado com os amigos e dado risadas tantas que me fazem querer mais. Tenho ouvido músicas como o de costume. Ficado na rua o bastante para sentir falta de casa. Visto menos filmes do que queria. Tenho tentado fazer o que devo. Tenho me mantido firme como o prometido. Tenho sonhado e me esquecido deles, cotidianamente. Tenho esperado a vida inteira. E amado menos que posso.

4 comentários:

Denise Martins disse...

As duas últimas opções parecem feitas sob medidas. Mas gostaria de dormir mais, viajar mais, ouvir mais músicas...
Ah, Oi!
Acabo de ver teu blog na comunidade dos Amelísticos no orkut!
Adorei isso aqui, de verdade!
Parabéns! ;D

:*

Salve Jorge disse...

Tenho dormido o necessário. Tenho trabalhado até o ponto de achá-lo supérfulo. Não tenho viajado nem um terço do que precisaria. Tenho digitado até os verbos tremerem nas bases. Tenho falado pelos cotovelos velados. Trabalho o tanto de perceber que não queria estar lá. Tenho estado com os amigos e idolatrado cada fagulha com que eles acendem minha pira. Tenho musicalizado cada pormenor das vibrações da existência. Fica em casa o bastante pra sentir falta da rua.. nua.. da lua.. de uma brisa mais crua. Visto tantos filmes quanto poderia. Tenho tentado fazer o dever, o lazer e o prazer, não necessariamente nessa mesma ordem. Tenho sonhado, esquecido e ressucitado memórias em ecos nobres procedentes do oriente. Tenho esperado um vida menos inteira, mas enquanto isso eu danço. E amando tudo posso...

Toda merda tem seu cheiro, e eu sou mais um. disse...

pelo menos vc ainda nao se entregou... e qundo esse dia chegar?

enyta disse...

adorei esse...
esperando uma epifania?